Novo logo do INN . . .

OLÁ !

ShareThis

quarta-feira, 22 de junho de 2011

BRASIL - Nós vamos contratar a construção de 2 milhões de casas e apartamentos até 2014

Posted: 20 Jun 2011 05:42 AM PDT

Café com a presidenta

A presidenta Dilma Rousseff dedicou o programa de rádio Café com a Presidenta, desta segunda-feira (20/6), para dar ênfase à segunda edição do Minha Casa, Minha Vida. Na entrevista, a presidenta Dilma assegurou que “vai ficar mais fácil, sim, comprar a casa própria”. Ela contou que a maioria dos dois milhões de casas e apartamentos vai ser destinada a pessoas que ganham até R$ 1,6 mil.

“Nós vamos contratar a construção de 2 milhões de casas e apartamentos até 2014. E a maioria dessas casas vai ser destinada a pessoas que ganham até R$ 1,6 mil, ou seja, aquelas pessoas de renda mais baixa. Nós estamos incluindo famílias que nunca puderam comprar sua casa ou apartamento porque ganhavam muito pouco. Todas as famílias querem ter uma casa própria, onde possam criar seus filhos, receber seus parentes, desenvolver seus laços afetivos com amigos, ter abrigo e ter segurança. É um sonho de cada brasileiro e brasileira.”

Dilma Rousseff informou que as famílias com renda mais baixa vão ter subsídio do governo para adquirir a moradia. “Elas só pagarão – essas famílias que ganham até R$ 1,6 mil – 10% da sua renda durante dez anos”, disse. E continuou: Para aqueles que ganham de R$ 1,6 mil a R$ 3,1 mil, vai ter juros menores e também uma parte o governo vai pagar. Isto significa que até R$ 23 mil, da casa, o governo pagará. Além disso, para as famílias que ganham entre R$ 3,1 mil a R$ 5 mil por mês, haverá juros mais baixos e um fundo que irá garantir o pagamento para os bancos.

Ouça abaixo a íntegra do programa Café com a Presidenta ou leia aqui a transcrição.



Na entrevista, o apresentador Luciano Seixas, tomou como exemplo uma família com renda de R$ 500 por mês. E indagou: Quanto ela vai pagar de prestação na compra de uma casa de R$ 55 mil, por exemplo?

“Se a renda é de R$ 500, a prestação não pode passar de R$ 50 por mês. Outro exemplo: vamos supor uma família que tem renda de R$ 1,6 mil. A prestação vai ser, no máximo, de R$ 160 por mês. Prestações fixas, Luciano, não vão aumentar durante dez anos.”

Além das facilidades para o pagamento, a presidenta explicou que nesta edição do Minha Casa, Minha Vida, o governo determinou que as construções das casas ou dos apartamentos contemplem acabamentos como forma de assegurar “mais conforto e segurança aos moradores”. Por exemplo: as casas e os apartamentos vão ser maiores, mais espaçosos, com piso de cerâmica em todos os cômodos, e azulejos na cozinha e no banheiro, explicou.


“Também são casas modernas. Sabe por quê, Luciano? Porque nós vamos adotar o aquecimento solar térmico. O aquecimento solar dispensa o chuveiro elétrico, que é a parte mais pesada, quase 30%, na conta de luz. Então, nós temos aí também uma boa economia de dinheiro para a família que vai morar nessa casa do Minha Casa, Minha Vida.”

Outro ponto abordado na entrevista diz respeito à titularidade do imóvel por parte das mulheres. Agora, segundo a presidenta, a mulher que quer comprar sua casa pode fazer o contrato e receber a escritura do imóvel sem precisar da assinatura do marido. Acabou esse tipo de dependência. Outra novidade, disse, é que as famílias que vivem na zona rural também vão receber um financiamento, inclusive para a reforma da casa.

A presidenta também fez balanço da primeira parte do Minha Casa, Minha Vida: Até o final do ano passado, nós já fechamos contrato para construir 1 milhão de moradias. Agora nós vamos dar um salto: nós queremos construir 2 milhões de moradias. Nós vamos dar oportunidade para todos que querem conquistar a sua casa própria, para as populações de mais baixa renda e também para aqueles que constituem a nova classe média.

“E veja o que acontece: a construção de milhões de moradias movimenta as fábricas, o comércio e o mercado de trabalho. É um motor que dá impulso a toda a economia. Então, Luciano, não demora muito para a gente perceber que o investimento feito na área social rapidamente retorna em benefícios e oportunidades para toda a sociedade. E também uma coisa: o Minha Casa, Minha Vida é um programa que tem tudo a ver com o Brasil sem Miséria, porque garantir a casa própria é um passo também para que a pessoa tenha mais oportunidades na vida.”

Artigos relacionados

  • Minha Casa Minha Vida 2 terá dois milhões de novas moradias e investirá R$ 125,7 bilhões até 2014


  • Governo quer ampliar Minha Casa Minha Vida 2 em 2012; intenção é contratar 2,6 milhões

  • “Estamos melhorando as casas que vão ser produzidas”, diz Miriam Belchior
  • terça-feira, 21 de junho de 2011

    O TERROR DO NORDESTE: Vereador tucano recebe Bolsa Família

    Vereador tucano recebe Bolsa Família
    Veja como são as coisas.Os tucanos safados, Àlvaro Dias é um deles, chamam o Bolsa Família de bolsa esmola, no entanto, beneficiam-se do referido programa.Cadeia para esse bandido e toda sua família safada.









    Escândalo no agreste pernambucano: servidores públicos beneficiados pelo Bolsa Família




     
    A TV Jornal Caruaru mostrou, em primeira mão, durante o programa O Povo na TV desta segunda-feira (20), uma reportagem apontando o escândalo envolvendo funcionários públicos da cidade de São Joaquim do Monte, no Agreste de Pernambuco, com o programa Bolsa Família.


     
    De acordo com a denúncia, feita pelo vereador Almir Melo, pelo menos 12 pessoas estão recebendo o benefício federal, mesmo sem atender aos pré-requisitos cobrados pelo programa, como por exemplo, estar em situação de extrema pobreza e cada morador da casa ter uma renda mensal de até R$ 70.


    “Eu verifiquei que a esposa e a filha do presidente da Câmara, Osmair Raimundo(PSDB-PE), também se encontravam na lista dos beneficiários do bolsa família'', apontou, lembrando que o vereador Oscar Raimundo recebe cerca de R$ 6 mil.


    Enquanto isso, tem muita gente que encontra dificuldades para conseguir conquistar o direito ao programa. É o que acontece com José Lindinaudo, que tira o sustento da família trabalhando numa barraca de caldo de cana, enquanto aguarda a avaliação de seu cadastro.




    "Já me cadastrei há mais de um ano, só que até agora não recebi resposta alguma", lamenta.



    Ainda segundo a denúncia, que já seguiu para o Ministério Público, entre os apontados estão professores, enfermeiros e familiares de funcionários públicos. Procurado pela reportagem da TV Jornal, Jailson José de Azevedo, responsável pelo cadastramento do programa na cidade, não quis falar sobre o fato de a esposa ter sido contemplada com o benefício.


     
    A Secretaria de Assistência Social de Cupira foi contatada, mas até agora não se pronunciou.






    Da redação, com informações do JC Online, que omitiu, além de ter grifado o nome do cabra safado errado, o nome do partido do ladrão do Bolsa Família.Mas com o Terror não tem boquinha, pesquisei a tarde inteira a qual partido o bandido é filiado e descobri que é ao PSDB, o partido mais corrupto do Brasil.

    segunda-feira, 20 de junho de 2011

    sexta-feira, 17 de junho de 2011

    BRASIL - Mulheres brasileiras terão atenção especial no Plano Brasil sem Miséria

    Posted: 16 Jun 2011 02:33 PM PDT

    Brasil Sem Miséria Em mais uma rodada de divulgação do Plano Brasil sem Miséria, lançado no início do mês para retirar 16,2 milhões de brasileiros da situação de extrema pobreza, a secretária Extraordinária de Superação da Extrema Pobreza do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Ana Fonseca, falou hoje ao programa Brasileiras (edição especial do Brasil em Pauta) sobre o combate à miséria no país, com foco nas mulheres.

    Para começar, Ana situou o Brasil sem Miséria como um plano de muitas frentes porque, segundo ela, a miséria tem muitas caras: além da falta de renda, também há a falta de serviços públicos, de documentos, de esgoto, de energia elétrica, de saúde. Apenas em relação à energia elétrica, exemplificou ela, a meta do governo federal é chegar a cerca de 258 mil domicílios. Atenção especial também será dada ao tratamento das chamadas doenças da pobreza, como as verminoses e o tracoma, informou a secretária do MDS. No Nordeste – onde estão 9 milhões das 16 milhões de pessoas em extrema pobreza – um dos principais desafios é o abastecimento de água.


    “O Nordeste tem forte presença de semiárido, onde falta água para beber e para produzir. Esse é um desafio enorme nosso no Plano, explicou Ana.

    Segundo a secretária do MDS, o governo federal tem metas até 2014 para as diversas iniciativas – água, documentação, agricultura familiar, energia etc – e a expectativa é bastante positiva: “(…) vamos cumprir essa meta até 2014”, pois ela é factível e está ancorada em um pacto e em um diálogo forte com ministérios e governos estaduais e municipais, afirmou ela. “As metas são ambiciosas, mas nós temos convicção de que vamos alcançá-las até 2014.”

    Uma das principais questões que dizem respeito às mulheres – a vida familiar x a participação no mercado de trabalho – foi tratada por diversos jornalistas durante a entrevista ao programa Brasileiras. Na avaliação de Ana, o país tem um déficit de creches e uma divisão sexual do trabalho ainda muito desigual, em que cabe às mulheres cuidar das crianças. Segundo ela, para que as mulheres tenham mais oportunidade de se qualificar, o governo federal está se articulando por meio do MEC para que as estruturas de capacitação previstas no Brasil sem Miséria contem com salas de recreação onde as mães possam deixar suas crianças. Mas a carência de equipamentos públicos ainda é um “nó” importante para a não liberação das mulheres para o mercado de trabalho ou para estudar, admitiu Ana.

    Com uma meta de capacitação de 1,7 milhão de pessoas entre 18 e 65 anos, a secretária do MDS explicou que o objetivo do governo é, principalmente, gerar ocupação e renda, além de estimular o empreendedorismo e o cooperativismo, independentemente de a pessoa entrar no mercado formal de trabalho. Além disso, disse ela, é importante que os mais jovens continuem seus estudos:

    “Cinquenta e um por cento das pessoas em extrema pobreza têm até 19 anos, e 40% tem até 14 anos de idade. Então, são pessoas muito jovens e (…) nós queremos que continuem estudando.”

    As medidas de capacitação do Plano são prioritariamente para a área urbana. Na área rural, informou a secretária do MDS, o principal objetivo é fortalecer a agricultura familiar, com a distribuição de sementes, de água, assistência técnica e recursos para que os agricultores possam aumentar a sua produção e gerar mais renda para eles mesmos. Além disso, levar as crianças do meio rural à escola também é uma preocupação do governo federal.

    Para o grupo de catadores, Ana informou que o Plano Brasil sem Miséria tem uma ação especial voltada ao setor, que prevê apoio à organização produtiva dos catadores de materiais recicláveis e reutilizáveis, viabilizando a infraestrutura e incrementando sua rede de comercialização. “Vamos atender prioritariamente capitais e regiões metropolitanas, começando com cerca de 260 municípios”, explicou a secretária do MDS.

    Já em relação à reforma agrária, Ana disse que a equipe do MDS fez reuniões com os movimentos do campo – os chamados diálogos sociais – para apresentar e discutir o Plano, mas explicou que o Brasil sem Miséria não substitui as políticas públicas e ações dos demais ministérios.


    “O tema da terra continua sob a responsabilidade do Incra, do Ministério da Agricultura. É um tema relevante, que pertence à agenda pública brasileira, mas ele não pertence ao Brasil sem Miséria.”

    Ana finalizou a entrevista enfatizando o papel do Estado e uma das principais características do Brasil sem Miséria, a busca ativa, que pretende ir atrás de todas as famílias em situação de extrema pobreza, desde as que estão nas periferias das grandes cidades até as que vivem no meio rural, as populações ribeirinhas e extrativistas.

    “Nós temos que encontrar essas pessoas. É dever do estado incluí-las”, esclareceu ela. E acrescentou: “Nós somos pessoas com capacidade de vencer as adversidades, e nós vamos retirar o Brasil da Miséria.”

    Artigos relacionados

  • Ministra Tereza Campello explica Plano Brasil Sem Miséria

  • Lançado Plano de Superação da Extrema Pobreza – Brasil Sem Miséria


  • Governo debate Plano Brasil sem Miséria com organizações religiosas
  • quarta-feira, 15 de junho de 2011

    segunda-feira, 13 de junho de 2011

    TATUÍ - GERMANIA LEVA DISTRIBUIDORES NUM CRUZEIRO PARA COMEMORAR OS 20 ANOS


    Wadi ( dono Germania ) e Rafael


    Rafael,Matheus ( dono Germânia ) e Nanci


    Todos Juntos


    Nanci e Rafael almocando no navio

    O roteiro da viagem Santos / itajai/ rio de janeiro e Búzios, on de todos puderam se divertir muito e aproveitar ainda mais, Parabéns a Germania pela iniciativa.

    Informativonossonews: MOTOCROSS 11 e 12 de JUNHO - TERCEIRA ETAPA DO SUL...

    Informativonossonews: MOTOCROSS 11 e 12 de JUNHO - TERCEIRA ETAPA DO SUL...: "'IRMÃO PROMOTIONS' - SANDRINHO/SUA MÃE E SUA NAMORADA AREA DE ESTACIONAMENTO FICOU LOTADA NOVA GERAÇÃO, ACELERA LEGAL ALGUNS DOS VENCEDO..."

    sábado, 11 de junho de 2011

    CUTUCANDO DE LEVE: DURATEX VAI INVESTIR R$ 500 MILHÕES EM ITAPETINING...

    CUTUCANDO DE LEVE: DURATEX VAI INVESTIR R$ 500 MILHÕES EM ITAPETINING...: "A empresa deve gerar 800 postos de trabalho Prefeitura - Reduziu impostos para atrair a 'Gigante' No próximo dia 30 Itapetininga da..."

    MOTOCROSS - 11/12 de JUNHO em TATUÍ/SP

    Motocross (Tatuí)
    Coordenadas: 23°22'4"S 47°51'39"W

    Aqui fica a Pista de Motocross, uma das melhores do Brasil.
    This is the place of Motocross Track, one of the best track´s of Brazil.

    By .du arantes
    www.flogao.com.br/duduflogs

    LINK PERMANENTE CLIQUE AQUI
    http://wikimapia.org/1501325/pt/Motocross

    COMO CHEGAR



    Exibir mapa ampliado
    MAIORES INFORMAÇÕES NO LINK
    http://www.vitoriamotoclube.com.br/web/nav.php?pag=416

    quinta-feira, 2 de junho de 2011

    ESTRAGAR DINHEIRO É CRIME ? Recuse nota manchada;Cédulas marcadas em roubo a terminais serão retidas sem ressarcimento

    O Conselho Monetário Nacional (CMN) e o Banco Central (BC) aprovaram ontem regulamentação sobre o destino de cédulas danificadas por dispositivos antifurto de caixas eletrônicos. Segundo nota divulgada pelo BC, essas notas deixam de ter validade, não podendo mais ser utilizadas como meio de pagamento.


    Alguns caixas eletrônicos têm um dispositivo que mancha com tinta colorida as cédulas durante a tentativa de furto por meio de explosão.


    "O portador de nota suspeita de ter sido danificada por dispositivo antifurto deve encaminhá-la a uma agência bancária, que se encarregará de remetê-la ao BC, onde será mantida sob custódia para análise", orienta o comunicado do BC.


    Ao entregar a nota manchada de tinta, o cidadão deverá informar o número do CPF, de um documento de identificação com foto e seu endereço.



    As informações poderão ser repassadas à polícia.


    Se houver a comprovação de que o dano foi provocado por dispositivo antifurto, a instituição financeira deverá comunicar ao portador que a cédula foi objeto de ação criminosa e ficará à disposição das autoridades competentes para investigação criminal.


    Nesse caso, o portador não terá direito ao ressarcimento do valor correspondente à cédula danificada. Já se após análise for comprovado que o dano não é proveniente de dispositivo antifurto, o banco providenciará a troca da cédula.


    75 MIL EM CIRCULAÇÃO


    O BC estima em cerca de 75 mil o número de cédulas manchadas por mecanismos antifurtos de caixas eletrônicos ainda não retiradas de circulação, segundo informações do diretor de Administração do BC, Altamir Lopes. "O BC recomenda a população que não receba notas suspeitas.


    O objetivo das medidas anunciadas é contribuir para a redução dos casos de furtos e roubos a caixas eletrônicos, ao dificultar a circulação de notas roubadas ou furtadas", diz o comunicado.


    Lopes adverte que todas as notas manchadas perderão a validade, independentemente do tamanho da mancha de tinta. As medidas do "Essas medidas têm como finalidade manter o cidadão informado sobre os trâmites de seu processo, além de possuir caráter de proteção contra a atividade criminosa", afirmou.


    CASO DE SAQUE


    De acordo com Lopes, caso algum cliente saque dinheiro manchado em caixa eletrônico, é importante retirar extrato bancário em seguida e comunicar o fato ao banco.



    Se não for possível fazer isso de imediato, a orientação é registrar a ocorrência em uma delegacia o mais rápido possível. Segundo o diretor, em casos de falha da instituição financeira, o cliente poderá ser ressarcido pelo banco.


    Já as instituições financeiras poderão ser ressarcidas pelo BC quando as cédulas forem manchadas com tinta por acidente ou por situação de furto frustrado.


    Novas notas


    Os custos de produção das novas notas e da análise das cédulas manchadas serão definidos pelo BC e cobrados das instituições financeiras. Também serão estudados mecanismos que ajudem deficientes visuais a identificar cédulas manchadas.


    O ressarcimento aos bancos ocorrerá com o desconto dos custos de produção e análise.


    HOJE É DIA DE QUE ?

    Leia mais: Hoje é dia de que? • A arte da vida. Apon HP http://www.aponarte.com.br/p/hoje-e-dia-de-que-e-amanha_09.html#ixzz1wksZSqx1 Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial No Derivatives

    Arquivo do blog

    GENTENEWS G 1

    INN . . .DESEJA A TODOS . . .